• Início

PCP solidário com Dilma Rousseff

20150315 pcp dilmaA presidente eleita do Brasil, destituída do cargo em Agosto de 2016, foi recebida ontem na sede da Soeiro Pereira Gomes, onde Jerónimo de Sousa denunciou o processo que conduziu à sua ilegítima destituição.

O secretário-geral do PCP recebeu esta tarde Dilma Roussef, no âmbito da sua visita a Portugal. No decorrer do encontro, Jerónimo de Sousa reafirmou a posição solidária dos comunistas portugueses para com a presidente eleita do Brasil, bem como a denúncia e a condenação do golpe que conduziu à sua destituição do cargo, considerando tratar-se de uma operação golpista contra um processo de sentido progressista e de afirmação soberana, no Brasil, que se iniciou em 2003, com a eleição de Lula da Silva.

Ler mais

ImprimirEmail

DESCONTENTAMENTO NA COMUNIDADE PORTUGUESA NA BÉLGICA

20170314 belgicaA comunidade portuguesa na Bélgicamanifestou, através de um abaixo-assinado, o seu descontentamento pela degradação da rede Consular naquele país. Na secção consular em Bruxelas estão apenas três funcionários no atendimento ao público quando, há um ano e meio, eram cinco. As consequências fizeram-se sentir na prestação dos serviços, com grandes dificuldades no atendimento telefônico aos utentes e na resposta aos emails, que é cada vez mais demorada.

Ler mais

ImprimirEmail

Trabalhadores Consulares no Brasil em greve

20170314 brasil lutas trab consularesIniciou-se ontem a greve de 4 dias dos trabalhadores dos postos diplomáticos e consulares de Portugal no Brasil. Esta greve, que se prolonga até 16 Março, tem como objectivo lutar contra o pagamento dos salários destes trabalhadores em reais, moeda que se tem vindo a desvalorizar, com evidente degradação da sua situação económica e social.

Esta decisão, foi tomada unilateral em 2013, pelo ministério dos Negócios Estrangeiros da altura e, segundo fontes sindicais, só a falta de vontade política impediu que “as tabelas continuassem a ser calculadas em euros, fazendo-se depois a conversão para o real”. O conflito, que abrange 80 trabalhadores, já originou 60 processos judiciais contra o Estado português, com pedidos de indemnização na ordem de nove milhões de euros”, conforme informação do Sindicato dos Trabalhadores Consulares e das Missões Diplomáticas.

Attachments:
Download this file (pg3433-xiii-2.pdf)pg3433-xiii-2.pdf[ ]796 kB

Ler mais

ImprimirEmail

Mais artigos...