• Início

Comemorações dos 87 anos do PCP na Emigração

logo_e_lema_87_anos_pcp

 

 

 

 

 

Em 6 de Março de 1921 foi fundado o Partido Comunista Português. No decorrer do mês de Março e Abril realizam-se também nas Comunidades portuguesas um conjunto muito vasto de iniciativas para assinalar o 87.º aniversário do PCP.

  • - Neuchâtel (Suíça), 1 Março - jantar convívio, contacto Manuel Alho: Tlm - 07920069619
  • - Sion (Suíça), 2 de Março - almoço convívio
  • - Luanda (Angola), 8 de Março - almoço convívio
  • - Zurique (Suíça), 8 de Março - jantar na Associação Portuguesa de Zurique (reserva até 4 de Março: José Abreu 0797094688)
  • - Thun (Suíça), 8 de Março - jantar convicio na Associação Portuguesa
  • - S. Paulo (Brasil), 9 de Março - almoço convívio
  • - Dudelange (Luxemburgo), 9 de Março - almoço convívio no Café Benfica. Contacto tlm: Peres 691540421, Mario Ferreira 621215307, Sergio Machado 661780165
  • - Les Mureaux (região Paris - França), 30 de Março - almoço convívio. Contacto tlm: José Maria 0608738695
  • - Bruxelas (Bélgica), 6 de Abril - almoço convívio na APEB
  • - Nemours (região de Paris - França), 12 de Abril - jantar convívio. Contacto tlm: José Laurentino 0670937357

Lutar com o PCP para dar força à esperança e à mudança que há-de construir um país mais livre, mais democrático e mais justos para todos os portugueses.

ImprimirEmail

Marcha - Liberdade e Democracia

cartaz_marcha_1_marcoA Marcha - Liberdade e Democracia é uma iniciativa do PCP aberta à participação de todos os que, preocupados com a situação do país, reclamam um futuro de liberdade, soberania, democracia e progresso social.

Os emigrantes comunistas e outros democratas vão participar na Marcha para exigir e denunciar:

- Ensino de português para as Comunidades portuguesas - Um direito Constitucional que é preciso respeitar.

- Governo encerra consulados - Emigrantes desprotegidos, Constituição desrespeitada.

Ponto de encontro da Emigração: cruzamento da rua da Escola Politécnica com o Principe Real

ImprimirEmail

Defender o Ensino do Português para as Comunidades

plenario_arO Governo do PS/Sócrates tem vindo a desenvolver uma linha de ataques contra a rede de ensino do portugês para as comunidades portuguesas em total desrespeito pelo  principio consagrado na Constituição da República Portuguesa e mesmo em sentido contrário às promessas feitas em campanha eleitoral. De professores, pais, conselheiros e comunidades portuguesas em geral, nomeadamente dos EUA e da Alemanha, têm surgido denuncias do desprezo do Governo sobre esta matéria. O Grupo parlamentar do PCP, atravês dos deputados Jorge Machado e João Oliveira, apresentou recentemente na Assembleia da República um conjunto de perguntas ao Governo relacionadas com a situação do ensino do português no estrangeiro.

Ler mais

ImprimirEmail

Mais artigos...