Comunicado ODN França: Greve Geral de 24 de novembro - a resposta do povo contra o pacto de agressão

111124greve_geralAs medidas anunciadas pelo Governo PSD/CDS (com a conivência do PS) para o Orçamento de Estado de 2012 demonstram claramente os seus primordiais objetivos ideológicos: lançar na mais abjeta miséria as classes mais desfavorecidas da sociedade, promover o empobrecimento da classe média nacional e, simultaneamente, defender os interesses egoístas e antissociais dos grandes grupos económicos e financeiros que são, em primeira e última análise, os únicos responsáveis pela crise que Portugal e a Europa atravessam.

A ditadura dos grandes grupos económicos (coadjuvados pelos governos que imoralmente ajudaram a eleger), ao promover a especulação financeira, a agiotagem e a destruição das atividades produtivas, conduziu Portugal à situação de crise que afeta, principalmente, os trabalhadores pobres e as classes intermédias da nossa sociedade.

Neste contexto, a Organização do Partido Comunista Português (PCP) em França vem por este meio demonstrar a sua mais absoluta solidariedade para com os trabalhadores "públicos" e "privados" em luta, tanto em Portugal como em França.

Uma luta que pretende salvaguardar os seus direitos laborais e os seus salários. Uma luta que aspira a uma justa repartição das riquezas geradas pela economia nacional. Uma luta que visa defender o direito universal a um trabalho digno, à saúde, à educação e à cultura.

Estes dois últimos pontos - a educação e a cultura - ganham especial preponderância num momento em que se regista um forte ataque ao mais basilar direito das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo: o direito à aprendizagem da língua portuguesa e à promoção da nossa cultura.

O PCP estará sempre ao lado de professores, alunos e pais na sua luta contra os cortes cegos e brutais que o Governo pretende levar a cabo neste setor. Cortes que levarão a curto prazo à eliminação do ensino da língua e cultura portuguesas no seio das comunidades emigrantes.

No dia 24 de novembro, numa demonstração de total solidariedade para com a Greve Geral, uma delegação do PCP marcará presença durante todo o dia junto ao Consulado-Geral de Portugal em Paris e convida todos os patriotas preocupados com o rumo de decadência nacional promovido pelo Governo PSD/CDS a marcarem presença no Consulado de Portugal em Paris (cujos funcionários também estarão em greve), manifestando-se em nome de um Portugal mais justo e próspero, respeitador das comunidades emigrantes e dos seus direitos.

Imprimir Email