DEPUTADO DO PCP CONTACTA COMUNIDADE PORTUGUESA NA SUÍÇA

110325_bandeira_pcp O deputado do PCP, João Ramos, esteve no passado fim-de-semana em visita aos cantões de Zurique e Schaffausen, na Suíça, para aprofundar o conhecimento da realidade em que vivem as comunidades portuguesas nesse país. Esta visita deu especial ênfase ao contacto pessoal com professores e trabalhadores consulares e colheu mais elementos sobre os problemas concretos que os afectam. Lesados pela redução salarial de 10%, imposta pelas medidas de austeridade do Governo PS/Sócrates, a situação destes trabalhadores é agravada pela diferença cambial entre o euro e o franco suíço.

O Governo português aplica os mesmos princípios aos trabalhadores independentemente do país em que trabalham e residam. E se são bastante maus para os trabalhadores em Portugal os cortes, para os trabalhadores que residem num dos países com o nível de vida mais caro da Europa, a situação é especialmente agravada.

Outro dos objectivos dos encontros realizados foi aprofundar o conhecimento da situação em que se encontra o ensino do português na Suíça (EPE). Neste âmbito realizou-se um debate com os professores e representantes das comissões de pais, que contou com mais de 20 pessoas. O debate, muito participado e rico em conteúdo, permitiu que o deputado João Ramos colhesse dados muito seguros sobre o funcionamento do ensino do português. O deputado teve oportunidade de manifestar o desacordo do seu partido com o desinvestimento que o governo português está a fazer nesta matéria e também com a tentativa de passar o EPE para os sistemas de ensino de cada país, o que seria a morte do ensino do português como língua materna e o consequente afastamento de portugueses e luso-descendentes de Portugal. Entre os presentes na iniciativa, encontrava-se a professora Teresa Soares, Secretária Geral do Sindicato dos Professores nas Comunidades Lusíadas, que contribuiu com importantes elementos de informação.

Estes temas foram discutidos não só com os trabalhadores, mas houve também a oportunidade de os discutir com o Cônsul-Geral de Portugal em Zurique, num encontro que se realizou no Centro Lusitano de Zurique. Nesta instituição houve também a oportunidade de contacto com o padre Fraga, leitor de português na Universidade de Bona e responsável da missão católica em Zurique. Tivemos assim oportunidade de conhecer o avolumar de pedidos de apoio social, que cada vez mais chegam a esta entidade.

As dificuldades causadas aos professores do EPE e aos trabalhadores dos serviços consulares, provocam constrangimentos de funcionamento o que leva ao descontentamento dos cidadãos com os serviços que lhe são prestados.

Foi ainda possível o contacto do deputado comunista com outros membros da comunidade portuguesa quer no jantar na Associação Portuguesa de Zurique, quer no almoço na Associação dos Portugueses de Schaffhausen, sempre acompanhado por dirigentes locais do Partido, onde foram confirmados muitos destes problemas.

24.3.2011

Direcção da Organização na Emigração do PCP

VerGaleriadeFotos>>>  

Imprimir Email