100 anos Revolução Outubro

2017 logo centenario revolucao outubro cor

Newsletter

Assinar Newsletter


Receber em HTML?

Está em perigo o ensino do português no estrangeiro

sala_de_aula_sem_alunos_gimpO Organismo de Direcção do PCP na Alemanha emitiu um comunicado no qual considera "muito graves as declarações da Presidente do Instituto Camões de que é intenção do Governo nalguns países acabar com o ensino do português como língua materna".

 

 

COMUNICADO DO ORGANISMO DE DIRECÇÃO NACIONAL NA ALEMANHA DO PCP

O Organismo de Direcção do PCP na Alemanha considera muito graves as declarações da Presidente do Instituto Camões de que é intenção do Governo nalguns países acabar com o ensino do português como língua
materna. Esta orientação integra-se na política anticomunidades do Governo do PS-Sócrates e vem demonstrar que ao contrário daquilo que foi apregoado na campanha eleitoral pelos adeptos do PS, o voto no Partido
Socialista foi um voto na continuação da política de direita, na política de ataques aos direitos das comunidades portuguesas.

As medidas até agora tomadas pelo Partido Socialista e pelos Governos actual e anterior de José Sócrates têm tido por objectivo fragilizar a rede de ensino do português no estrangeiro. Foi assim com o a aprovação
do Decreto sobre o Estatuto Jurídico dos professores, com a passagem da responsabilidade do Ministério da Educação para o Instituto Camões e com a recusa do preenchimento dos lugares dos professores de apoio junto dos consulados.

Os comunistas portugueses na Alemanha apelam a todos os compatriotas, associações e comissões de pais para que se mobilizem e se organizem para fazer frente a um Governo que continua a desprezar os portugueses
dentro e fora do país. A luta dos professores demonstrou que só pela resistência activa é possível fazer recuar um governo que engana as pessoas com rótulos de esquerda para mais à vontade dar graves
machadadas nos direitos constitucionais dos trabalhadores, do povo e das comunidades portuguesas. Os nossos filhos têm direito ao ensino da língua e da Cultura portuguesa como cidadãos nacionais que são e sempre serão, tal como estabelece o artigo 73° da Constituição da República Portuguesa surgida da Revolução do 25 de Abril.

ODN/ALEMANHA DO PCP

20.01.2010